Gestão de Oficina Mecânica
5 Dicas para melhorar a Gestão de sua Oficina


Entender bastante sobre mecânica e processos operacionais de uma oficina é muito importante para se abrir uma oficina, porém não é o suficiente para garantir o sucesso. Todo negócio, além do conhecimento técnico, precisa de uma boa gestão para se manter forte, competitivo e crescer.

1. SEPARAR AS DESPESAS PESSOAIS E AS DA OFICINA

Muitas empresas pequenas cometem o erro de juntar contas pessoais com as contas da empresa, isto é muito sério e em muitos casos pode ocasionar, inclusive, a falência da empresa.

Para uma boa gestão e saúde da empresa, o ideal é que o empresário faça um planejamento com a projeção de despesas e receitas, para só então definir um salário (pró-labore) que a empresa comporte pagar todo mês sem que acarrete prejuízo no caixa. Este planejamento também deve prever um % do lucro mensal a ser resgatado para os sócios e o % de lucro a ser reinvestido na empresa (capital de giro, estoque, marketing, etc.).

O empresário precisa se planejar para viver com o valor estipulado de salário e não contar com o caixa da empresa para pagar alguma conta inesperada, pois isso acaba se tornando frequente e pode comprometer toda a saúde da empresa. Conforme a empresa for crescendo esse salário pode ser reajustado ou também pode ser feito a retirada de um percentual dos lucros mensal conforme comentado no parágrafo acima, mas nunca misturar as contas pessoais com as da empresa.

2. CAPITAL DE GIRO

Vimos a importância de separar as contas pessoais das empresariais, porém, além disso, para manter a boa saúde da empresa e evitar ficar no vermelho, é preciso manter um dinheiro em caixa (capital de giro) que seja suficiente para pagar todas as contas da empresa mesmo nos períodos de baixa no faturamento.

O valor ideal de capital de giro para uma empresa deve ser bem analisado, uma vez que este pode trazer problemas financeiros para a empresa. Capital de giro de sobra significa dinheiro parado que poderia ser investido em algo mais lucrativo e a falta de capital de giro impede a empresa de seguir em frente.

A conta básica para calcular o Capital de Giro ideal é simples: Contas a receber + Valor em estoque – Valor das contas à pagar = Capital de giro que deve ser mantido na empresa. Esta é a formula exata de cálculo do capital de giro, porém, como se trata de negócios, algo em torno de 20% para mais ou para menos que isso ainda é considerado dentro do ideal.

No caso de uma empresa nova, o capital de giro ideal seria um valor correspondente a 6 ou 8 meses de despesas fixas da empresa, já que neste período inicial a receita tende a ser menor.

3. FAZER UMA BOA GESTÃO DO ESTOQUE

A Gestão do estoque é um item muito importante para sua oficina se atentar, pois está diretamente ligada ao sucesso e lucro das operações. Uma gestão adequada permitirá minimizar ou prevenir erros que acarretariam em perda de dinheiro nos resultados da sua empresa.

Uma gestão efetiva inclui o acompanhamento dos itens que tem mais e menos saída. No caso de uma oficina, também inclui o estoque de insumos que são utilizados na prestação dos serviços.

Este acompanhamento deve ser fundamentado nas vendas sazonais, no histórico dos clientes, e na boa análise de cenários econômicos.

Analisando essas questões, o empresário consegue prever a demanda e ter apenas o estoque suficiente, não deixando estoque parado bem como não deixando faltar os itens que mais tem saída.

4. FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

Este item é muito importante para que a sua oficina não saia no prejuízo ao longo do tempo.

Temos visto que muitos empresários estipulam um percentual que acham “viável” e adicionam sobre o valor de custo do produto, mas esquecem que existem outras despesas que devem ser levadas em conta na hora de definir o preço final do seu produto ou serviço. Despesas estas que, se não forem consideradas na composição do preço, podem exceder a margem de lucro estipulada.

Toda empresa possui despesas que vão além do custo do produto como aluguel do imóvel, contas de luz, água, internet, telefone, salários, frete, etc.

Na hora de calcular o preço de venda de um produto ou serviço, você deve levar em conta todos os custos diretos e indiretos, a margem de lucro que deseja ganhar em cima (markup), e ainda considerar a média de preços praticados pelo mercado. Tudo para que seu produto não fique tão caro, a ponto de perder vendas, e nem tão baixo que deixe de gerar lucro.

5. ORDEM DE SERVIÇOS

A ordem de serviços é um documento que serve para formalizar os serviços prestados ao cliente, é um recurso extremamente útil e essencial para todas as empresas que prestam algum tipo de serviço ao cliente.

Através dela, a empresa consegue manter um controle de todos os serviços prestados para cada cliente, histórico de tudo que foi realizado, qual técnico realizou o serviço, entre outras.

Esse registro é muito importante, pois pode ser utilizado para inúmeras funcionalidades, desde fazer uma simples pesquisa sobre um cliente que gostaria de realizar o mesmo serviço feito a X tempo, até utilizar essas informações históricas para melhor atender uma reclamação de um cliente ou analisar o mix de produtos ou serviços que mais são solicitados juntos e melhorar a venda de outros produtos.

Fazer o registro de todo serviço prestado é essencial para manter a boa organização do negócio e possibilitar infinitas analises para alavancar o crescimento da empresa.